Comerciantes apostam em incremento de até 18% nas vendas da Páscoa

O otimismo entre os supermercados é resultante principalmente da demanda por caixas de bombons, barras e outros formatos preparados para a época

Perspectiva vai na contramão da crise econômica

Os estoques em Içara, Morro da Fumaça e Balneário Rincão continuam em crescimento para a Páscoa. Afinal, a perspectiva é de um incremento de até 18% nas vendas em 2018. O otimismo entre os supermercados é resultante principalmente da demanda por caixas de bombons, barras e outros formatos preparados para a época. Isto porque a aquisição de ovos não deve ter alteração superior a 5%. A diferença destes produtos nas prateleiras será a preferência por itens infantis, neste ano, responsável por quase 70% dos espaços.

“Nos últimos 10 anos houve alteração no perfil do consumidor. Um dos motivos foi o momento econômico desfavorável. Isso fez com que muitos migrassem a compra de ovos para outros chocolates. As fabricantes também reduziram as opções. Atualmente, a principal variedade é para crianças. São produtos que agregaram valor junto com a oferta de brinquedos”, indica o presidente do Sindicato dos Comerciantes Varejistas e Atacadistas de Içara, Morro da Fumaça e Balneário Rincão, Altair Borges.

“A disseminação de lojas especializadas em chocolate também contribuiu para a formação de um público mais exigente. Tanto que os chocolates já viraram presente para diferentes épocas do ano. O segredo é a forma de apresentação. Seja pela embalagem, estampa ou formato, a Páscoa permite que o comércio em geral também tenha incremento nas vendas. Trata-se da primeira data festiva do ano. E acreditamos que 2018 será positivo para todo o comércio de Içara, Morro da Fumaça e Balneário Rincão”, acrescenta.

Colaboração: Inoova Comunicação

Comentários

COMPARTILHAR