Cotidiano de agricultoras de Içara será transformado em exposição fotográfica

As imagens foram capturadas pelos alunos do oitavo ano da Escola Quintino Rizzieri, que utilizaram celulares, tablets e smartphones para registrar o dia a dia das agricultoras.

Margarete Budny é produtora de morangos orgânicos e desde a infância vive na área rural de Içara. Diariamente, com o apoio dos familiares, cultiva os morangos orgânicos que integram a merenda das escolas municipais de Içara. As atividades realizadas por ela e por mais três agricultoras do município serão transformadas em uma exposição fotográfica.

As imagens foram capturadas pelos alunos do oitavo ano da Escola Quintino Rizzieri, que utilizaram celulares, tablets e smartphones para registrar o dia a dia das agricultoras. A visita, que aconteceu essa semana, faz parte do projeto da Escola Quintino Rizzieri “Janelas da Alma”.

A professora de artes idealizadora do projeto, Gabriela Adriano Luciano Fernandes, explica que a cada edição um fotógrafo é convidado para realizar os registros. “Até o ano passado, os alunos eram os responsáveis pela biografia em texto e acompanhavam o projeto como espectadores. Este ano, o diferencial é que os próprios estudantes realizaram a cobertura, ao lado do fotógrafo convidado e utilizando equipamentos que fazem parte do dia a dia deles” , explicou a educadora.

O trabalho teve acompanhamento do fotógrafo do Governo de Içara João Gabriel da Rosa, que antes de sair a campo com os alunos, proferiu uma palestra. “Dialogamos sobre o meu processo de criação e durante as visitas pudemos clicar juntos as mulheres que desempenham um papel excelente na alimentação escolar do município”, contou.

“Fiquei muito feliz em ser convidada para participar deste projeto, pois amo trabalhar no campo, não vejo minha vida em outro lugar. Esses registros também são uma forma de valorizar o trabalho realizado por nós agricultores”, colocou emocionada Margarete Budny.

Além da professora, as visitas tiveram a mediação das nutricionistas da Secretaria Municipal de Educação, Ciência e Tecnologia, Carolina Dias Moriconi e Rubia Cunha, e do extensionista da Epagri, Saymon Antonio Dela Bruna. Desde 2015, o Projeto já contemplou o cotidianos das garis, de pacientes com câncer e também de idosos.

Fotos: João Gabriel da Rosa

Comentários

COMPARTILHAR