Segundo comissão, em cidades com Samae esgoto não passa de 80% do consumo de água

Já a Casan está cobrando 100% nos serviços de tratamento de esgoto, em relação aos valores medidos de água

Os valores referentes aos serviços de tratamento de água e esgoto cobrados pela Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (Casan) são mais elevados em relação com os municípios que são cobertos pelos serviços do Samae (Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto), conforme apurou a Comissão de Serviços Públicos da Câmara Municipal de Içara. Os vereadores estiveram nas cidades de Sombrio, Orleans, São Ludgero e Florianópolis obtendo dados para realização dos estudos.

De acordo com a documentação apresentada os valores das taxas de esgoto variam entre 60% e 80%, sobre o valor da taxa de água cobrada nas cidades onde existe o serviço autônomo. Já a Casan está cobrando 100% nos serviços de tratamento de esgoto, em relação aos valores medidos de água. “As cidades com o Samae possuem valores variando entre R$ 19,42 sobre a água (80% esgoto) até R$ 36,83 de taxa de água (70% esgoto)”, informou o Presidente da Comissão vereador Marcio Toretti.

O objetivo de conhecer sobre a parte técnica, operacional e a estrutura tarifária das prestadoras de serviços de distribuição de água e saneamento, ocorreu em virtude da proximidade do término do contrato entre Içara e Casan, que expira em 31 de dezembro de 2018. “O principal foco das visitas foi à estrutura tarifária uma vez que o tema levantou várias discussões em Içara, inclusive com a suspensão temporária da cobrança da taxa de esgoto desde fevereiro deste ano”, salientou Toretti.

Para a comissão o debate entre a população, Executivo, Legislativo e Casan deve ser ampliado uma vez que o ônus da instalação de rede de esgoto na cidade ficará para os moradores. “É certo que todos nós sabemos dos benefícios existentes com este serviço operando, mas também é notório que é possível oferecer o mesmo serviço com um custo menor à população”, defende o vereador Itamar da Silva. Os demais membros da comissão são os vereadores Antonio de Mello, Pedro Mazzuchetti e Silvia Mendes.

Colaboração: Assessoria de imprensa/André Dal Pont

Comentários

COMPARTILHAR