Aumento de energia da Celesc irá afetar consumidores do bairro Aurora

Além disso, aumento irá impactar a revisão tarifária da Cooperaliança para toda a cidade na próxima revisão tarifária

A conta de luz dos catarinenses vai ficar mais cara a partir de 22 de agosto, quando entra em vigor o reajuste anual da conta de luz da Celesc. Pelos números preliminares que estão sendo analisados pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), responsável pela definição do reajuste, a alta média deve ficar em dois dígitos baixos, entre 10% e 13%, informa o presidente da empresa catarinense, Cleverson Siewert. Em Içara, o bairro Aurora é atendido pela Celesc e terá o reajuste.
Segundo Siewert, o número definitivo será divulgado pela agência cerca de 10 dias antes de entrar em vigor, mas o percentual não deverá ser muito diferente do que está sendo analisado. Todas as distribuidoras do país estão tendo reajustes anuais bem acima da inflação do ano passado (2,95%) porque a energia está mais cara em função da falta de chuvas e há mais custos de encargos setoriais.
Na próxima revisão tarifária da Cooperaliança, este aumento também irá causar reflexos. “Na verdade, o que mais influencia nas revisões anuais é o valor que pagamos pela energia e isso vai aumentar entre 10% e 13% na nossa compra”, lamento o diretor da cooperativa Reginaldo de Jesus.

Comentários

COMPARTILHAR