Agosto Laranja: Içara encerra atividades com caminhada

Alunos percorreram ruas do município apresentando trabalhos realizados durante todo o mês

Encerrando as atividades relacionadas ao Agosto Laranja, que fez um trabalho de prevenção as deficiências, Içara realizou na manhã desta terça-feira, 28, uma caminhada para chamar atenção da comunidade sobre o trabalho realizado com alunos especiais. A ação contou com a participação de mais de 200 alunos dos 8º e 9º anos do ensino fundamental II, além das equipes da Secretaria de Educação, CRAS e Apae.
Desde dezembro de 2017, o município tem instituído através da lei nº 4.138, que o mês de agosto será dedicado a ações voltadas a educação especial. Segundo a coordenadora de Educação Especial do ensino regular, Marlene Casagrande, o envolvimento dos alunos fez a diferença. “Desde o início do mês estamos com ações nas escolas e hoje eles apresentaram tudo o que foi feito nas últimas semanas, mostrando união de todos”, destacou.
O Agosto Laranja começou no município com seminários nas escolas. “As antigas gerações não sabiam como lidar com pessoas especiais e hoje podemos perceber que estamos evoluindo para construir uma sociedade que aceite todo mundo”, completou Marlene.
Os alunos que seguravam balões e cartazes, saíram de frente da sede da Apae e seguiram até a Praça da Juventude.  No caminho, de pouco mais de dois quilômetros, muita animação por parte dos alunos. Dentre os participantes, o estudante Julio César Andrade mostrou entusiasmo com a ação. “Estou gostando bastante e acho importante passar essa mensagem para as pessoas”, disse.
Após a chegada na praça, os alunos soltaram os balões de cor laranja, simbolizando o fim da caminhada e também das atividades realizadas durante o mês.
O foco da ação deste ano foi a prevenção. Na avaliação da presidente da Apae de Içara, Iara Amândio Martinez, as ações de conscientização são importantes para que os pais tenham cuidado com os filhos. “Sempre fizemos ações em agosto e esse ano tem sido especial e quisemos chamar atenção para a conscientização, onde os pais devem colaborar com os filhos com a carteira de vacinação e exames em dia”, explicou.
A Secretária de Educação, Gerusa Bolsoni, reforçou o apoio dos órgãos no desenvolvimento dos trabalhos. “Importante destacar a colaboração durante essas semanas e também do trabalho com os alunos. É um apoio importante que com certeza quem ganha são alunos especiais com o atendimento que recebem e os demais pelo aprendizado”, concluiu.
Texto e foto: Assessoria de imprensa

Comentários

COMPARTILHAR